HELP FILE

Como reiniciar o Miniaplicativo do Rescue como um serviço de sistema do Windows ou como um daemon do Mac

Este artigo fornece orientações aos técnicos do Rescue.

Para efetuar login como um usuário diferente do Windows ou Mac, é preciso reiniciar o Miniaplicativo como um serviço de sistema do Windows ou como um daemon do Mac OS X.

É necessário estar em uma sessão ativa com um cliente sem direitos de administrador no host. Você deve inserir as credenciais de administrador.

Lembre-se: técnicos externos podem colaborar somente com computadores Windows.
  1. No espaço de trabalho do Console técnico, selecione a guia Área de trabalho do cliente (é a guia que você usa para iniciar o controle remoto e a visualização da área de trabalho).
  2. Nos campos Nome do usuário e Senha, insira credenciais de administrador válidas para o dispositivo remoto.

    Dica: se o nome do domínio for necessário no campo Nome do usuário, os formatos aceitáveis serão nomedeusuário@domínio e domínio\nomedeusuário.
    Visualização do técnico:

  3. Clique em Reiniciar o miniaplicativo como um serviço de sistema do Windows (ou daemon do Mac OS X).

    O registro do bate-papo indicará quando o Miniaplicativo do cliente foi iniciado como um serviço de sistema do Windows (ou daemon do Mac OS X) e será reconectado.

    Observação: o técnico verá a seguinte mensagem enquanto aguarda a entrada de dados do cliente:

    O cliente vê a janela do UAC 1:

    Seguida pela janela 2:

    O técnico recebe a confirmação:

    O registro do bate-papo indicará quando o Miniaplicativo do cliente foi iniciado como um serviço de sistema do Windows e será reconectado.

  4. Inicie o controle remoto.
  5. Efetue logoff do usuário atual ou alterne usuários sem perder a conexão com a máquina.
Dica: para ativar a caixa de diálogo de login durante uma sessão de controle remoto, pressione o atalho de teclado Ctrl-Alt-Insert ou clique no botão Ctrl-Alt-Del na barra de ferramentas Controle remoto.
Observação: o Rescue garante que o técnico será desconectado no final de uma sessão na qual um técnico reinicia o Miniaplicativo como um serviço de sistema do Windows. O cliente será forçado a se conectar novamente à sua conta original com direitos limitados ao final de cada sessão de suporte, eliminando assim os possíveis riscos à segurança.